fbpx
Oi! Eu serei seu Mentor!

Oi! Eu serei seu Mentor!

Conheça o TREINAMENTO 100% ONLINE e GRATUITO, que te ensina a trabalhar em casa e a ter sucesso na internet. E descubra como vender qualquer tipo de produto!

ACESSAR O TREINAMENTO AGORA*Abra o Link no Celular.

InMail: Linkedin compartilha boas práticas para ajudar a maximizar taxas de respostaBruna Dourado

InMail: Linkedin compartilha boas práticas para ajudar a maximizar taxas de respostaBruna Dourado
Views: 35
0 0
Read Time:4 Minute, 12 Second

Se você já usou o InMail do Linkedin para enviar mensagens patrocinadas para o seu público, provavelmente já se deparou com algumas dúvidas a respeito da melhor forma de criar o texto. Pensando nisso, o Linkedin divulgou, recentemente, um estudo da Lavender sobre as melhores práticas para ajudar a aumentar os resultados dessa estratégia.

A empresa reuniu dados de 28,3 milhões de mensagens para chegar a algumas dicas práticas — e que podem mudar o seu jogo no Linkedin. A seguir, vou compartilhar os principais insights e como colocá-los na prática para otimizar os seus disparos.

Qual a diferença entre o InMail e Email Marketing?

Antes de mais nada, é importante ressaltar que uma mensagem patrocinada no InMail do Linkedin, agora chamado de Sponsored Messaging, e Email Marketing têm algumas semelhanças, mas não compartilham, necessariamente, as mesmas boas práticas.

No email, a mensagem enviada cai na caixa de entrada (quando não vai para o spam) e o usuário se sente quase na obrigação de abrí-lo, já que nossa caixa de email é praticamente uma lista de tarefas a fazer. Já no LinkedIn, o InMail vai para a caixa de mensagens do usuário, que enxerga a ferramenta apenas como uma forma de manter contato com outras pessoas do mercado.

Boas práticas para mensagens no LinkedIn InMail

Agora, vamos ao que interessa: como construir a sua mensagem patrocinada para receber mais respostas e não ser ignorado no LinkedIn? Adianto que a maioria delas tem mais a ver com a forma como você escreve o conteúdo, então ter um conhecimento legal de copywriting pode ser uma vantagem!

1) Escreva mensagens curtas

Isso mesmo, no InMail do Linkedin, as mensagens mais objetivas recebem mais respostas. É só dar uma olhada no gráfico abaixo. Segundo a pesquisa, mensagens com 25-50 palavras recebem 65% mais respostas, embora a ferramenta permita escrever 1900 caracteres.

Então já sabe, menos é mais!

Fonte: LinkedIn

2) Evite construções complexas

Essa dica funciona para outros tipos de conteúdo, mas parece fazer a diferença no InMail. Evite palavras rebuscadas e lembre-se que o usuário não deve fazer esforço para entender o que você quer dizer. 

Por isso, fuja de jargões e seja minimalista. Tenha em mente que qualquer pessoa que ler a mensagem deve entender o que você quer transmitir, logo de cara. Lembrando que essa conclusão tem a ver com a clareza do texto e foi extraída da pesquisa levando-se em conta o número de sílabas, sentenças e parágrafos das mensagens. 

Fonte: LinkedIn

3) Inclua personalização

Da mesma forma que em um email, quanto mais pessoal você conseguir ser, mais vai ter a atenção do seu público. Mas como fazer isso em uma mensagem patrocinada, enviada para diversos usuários?

A resposta é segmentação. Anuncie por segmentos, definindo os atributos do público que você quer alcançar. Estou falando de critérios de segmentação configurados na hora de criar o seu anúncio, como cargo, setor ou competências. Também é possível subir uma base de emails específica. Assim, você consegue escrever um texto direcionado para profissionais de um único setor, por exemplo, e ser mais assertivo.

Fonte: LinkedIn

4) Dê preferência para a voz passiva

Essa é curiosa, mas parece funcionar. Abra mão do tom informativo, que quer educar e argumentar com dados, e pense no seu público. O que ele precisa? Como você pode ajudá-lo?

Fonte: LinkedIn

Mostre que você está interessado em saber como pode ser útil nesse momento, faça suposições a respeito das dores do seu público e seja despretensioso. Assim, o usuário se sente mais tentado a responder e a sua mensagem se torna mais convidativa a iniciar uma conversa.

Fonte: LinkedIn

Bônus: continue interessado!

Por fim, uma dica para o caso da sua mensagem receber um retorno: faça mais perguntas. Tente entender mais sobre o usuário e adicionar ainda mais personalização para dar continuidade à conversa. Como você pode ver no gráfico abaixo, fazer perguntas aumenta suas chances de conseguir respostas.

Fonte: LinkedIn

As pessoas querem ser ouvidas

Se você parar para pensar, as dicas que vieram dessa pesquisa fazem todo o sentido. Afinal de contas, vivemos em um momento em que as pessoas são bombardeadas por informações. Por isso, elas não têm tempo para desperdiçar e, ao mesmo tempo, querem ser ouvidas.

A chave para aumentar a sua taxa de respostas no InMail do LinkedIn parece estar em unir uma mensagem objetiva e fácil de entender à personalização e foco no seu público.

Levando-se em consideração que o LinkedIn quer separar o spam da caixa de entrada, é importante pensar em otimizar as suas mensagens patrocinadas o quanto antes.

Tente colocar essas recomendações em prática e depois me conta se deu certo para você!

Quer continuar atualizado com as melhores práticas de Marketing? Então se inscreva na The Beat, o boletim interativo da Rock Content. Lá, você encontrará todas as tendências que importam no cenário do Marketing Digital. Vejo você lá!

The post InMail: Linkedin compartilha boas práticas para ajudar a maximizar taxas de resposta appeared first on Rock Content – BR.

About Post Author

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Faça o Download do Ebook Gratuito

A Mentalidade de Sucesso do Empreendedor Online: Por Trás Das Mentes Dos Empreendedores Online Mais Bem-sucedidos De Todo O Planeta!

DOWNLOAD DO EBOOK*Abra o Link no Celular.

Sobre o Autor

Este site utiliza Cookies e Tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência. Ao utilizar nosso site você concorda que está de acordo com a nossa Política de Privacidade.